Eu escolho acreditar que ainda vou a tempo de ajudar o meu filho e por isso vou agir a partir de mim

6 - Eu escolho acreditar que ainda vou a tempo de ajudar o meu filho e por isso vou agir a partir de mim mesmo(a).


E se o meu filho chegou à adolescência e não aprendeu a olhar para fora do seu umbigo?!


Para conseguir agir e mudar as circunstâncias que queremos o primeiro passo de ação passa por identificar o que fizemos menos bem para mudar e o que fizemos melhor para manter.


É verdade, na vida sempre fazemos bem e menos bem e na nossa parentalidade é igualmente assim.

O próximo passo será, com base nessa reflexão, definir novas ações que nos levem para mais perto do que queremos alcançar.


Terei sido um pai ou mãe permissivo, que apenas fui amigo do meu filho, alienado da minha função e papel como mãe ou pai?


Terei delegado nos avós o que seria minha responsabilidade, tendo deixado o meu filho vezes de mais longe da nossa casa, com a desculpa do trabalho ou outra que considerei mais importante do que o exercício do maior papel da minha vida?!


Ou será que fui tão autoritário e carrasco, tão distante emocionalmente e apenas disciplinador, que contribui para que o meu filho se fechasse numa concha, provocando desamor e desconexão?


O que quer que tenha acontecido, quero dizer-te que "Ainda estás a tempo!". Mais, estas perguntas e reflexão não são acerca de encontrar culpados, mas antes encontrar a vulnerabilidade e o testemunho que podemos usar para chegar ao coração dos nossos filhos e a agir diferente para alcançar resultados também diferentes e mais positivos.


Os nossos filhos merecem o exercício da nossa fé e que as nossas ações passem a estar alinhadas com o que queremos mudar e melhorar!


Se esta tem sido a realidade da tua casa, ainda estás a tempo. Escolhe aprender a aprender e começar hoje mesmo a agarrar as rédeas da maior responsabilidade que Deus já te deu: ser pai ou mãe.

É urgente ajudar os nossos filhos a serem pessoas felizes e úteis para o mundo, o de hoje e o de amanhã.


E se começasses hoje mesmo por lhe dizer o quanto o amas?!


Se este texto fez sentido para ti comenta e envia mensagem.









📷 Claudio Cardoso


#coachingeducativo #coachingeducativoportugal #empatia #coachingparental #parentalidade #educação #filhos #erro #coragem #vulnerabilidade

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo