Tempo em frente aos ecrãs, que impacto?!

Cada vez mais as crianças preferem ficar em casa a brincar com um computador, telemóvel ou tablet.

SERÁ MAIS RECOMENDÁVEL BRINCAR NA RUA? BRINCAR COM OS TELEMÓVEIS TAMBÉM TEM AS SUAS VANTAGENS?

Ainda que seja saudável brincar na rua o mais importante é brincar com o outro, quer seja com os pais, com os irmãos ou com outras crianças.

Ao longo do desenvolvimento o papel dos pais deverá ser o de estimular a brincadeira na criança, mostrar-lhes que o jogo, o movimento, o desenho ou até a leitura podem ser tão divertidos como um computador, a televisão, o tablet ou o telemóvel. ​ O jogo e a brincadeira ao ar livre contribuem para o cansaço saudável que as crianças precisam para, depois de um banho e do jantar, estarem prontas a adormecer e dormirem um sono de qualidade, restaurador. Além disso e também muito importante permitem uma redução das tensões e do stress, aumentam a boa disposição, a instalação da calma e ajudam a evitar a obesidade infantil e a promover a saúde física. ​ O ficar em casa a brincar com um computador, telemóvel ou tablet irá diminuir o tempo dedicado à prática do desporto e ás interações sociais, tão importantes, o que interfere com o desenvolvimento de amizades com outras crianças. Outro tema extremamente importante pode interferir no diálogo e na comunicação familiar, pois cada vez mais podemos assistir a que cada um dos membros da família passa o seu tempo livre cada um no seu telemóvel.

Outro tema a que temos que prestar muita atenção é ao que os nossos filhos assistem quando são bombardeados, por exemplo com publicidade... enquanto têm o telemóvel e outros ecrãs. Muitas crianças enquanto estão nos ecrãs assistem a programas desadequados às suas necessidades de desenvolvimento e até de caráter abusivo para a sua idade.

São vários os estudos que demonstram que os programas de televisão e os jogos de computador violentos promovem o comportamento agressivo entre as crianças, que tendem a reproduzir e aprender novas formas de agressão quando as observam em personagens violentas na televisão e em jogos de computador.

SUPERVISÃO E EQUILÍBRIO SÃO AS NOSSAS METAS. Brincar com os ecrãs também tem as suas vantagens, desde que a sua utilização seja moderada, exista supervisão e a seleção do tipo de programas for adequada à idade da criança. O acesso a este tipo de tecnologias permite promover algumas competências ao nível da inteligência visual, tais como a capacidade de ler e reconhecer imagens, mas essencialmente acrescenta a possibilidade de assistir a um mundo de acontecimentos e ideias que de outro modo podiam estar inacessíveis: por exemplo músicas, espetáculos, conhecer vários países e cidades, monumentos... podem observar como os outros resolvem os seus problemas pessoais e lidam com questões menos fáceis e sobretudo que existem muitas realidades diferentes da sua (por exemplo pobreza, solidão, ...). ​ De uma forma geral, os jogos de computador e os programas de televisão podem proporcionar importantes experiências de aprendizagem. O importante é mesmo gerir e supervisionar o que os nossos filhos veem e quanto tempo estão em frente aos ecrãs. Ajudá-los os a encontrar um equilíbrio entre essas atividades e as outras, que envolvam interação social e formação e fortalecimento de amizades, o desporto e leitura é a nossa intenção. ​ Se tem dificuldade em gerir o tempo que o seu filho passa em frente aos ecrãs, se considera que esse tempo pode estar a interferir na sua e vossa qualidade de vida, nomeadamente ao nível ao sono, rendimento escolar e relações familiares, procure ajuda. Existem ferramentas no Coaching Educativo que podem fazer a diferença. ​ Juntos, vamos conseguir encontrar o caminho! ​ ​

#brincar #foconoobjetivo #valores #FormaçãoCoachingEducativo #sessoescoachingeducativo #partilha #reflexao #perspectiva #expectativa #perguntaspoderosas #respostas #familias #educadores #autoconceito #autoestima #comunicação #brinquedos #desenvolvimentocognitivo #ecras #temponosecras #jogos
Tempo em frente aos ecrãs, que impacto?!

35 visualizações0 comentário